O diagnóstico preciso e ágil é uma das principais estratégias para alcançar altas chances de cura do câncer infantil. Por isso, o GRAACC investe, periodicamente, na atualização de seus profissionais e também na modernização de seu parque tecnológico. Em setembro, o Centro de Diagnóstico por Imagem inaugurou uma segunda sala de ressonância magnética, com equipamento de nível avançado.

O Hospital do GRAACC foi o primeiro do Estado de São Paulo a adotar a tecnologia que, juntamente com softwares de última geração, permite maior precisão em relação à qualidade de imagens, mais economia com o sistema de refrigeração, mais velocidade na sequência de ressonâncias, e, como consequência, a redução no tempo de exame, o que é especialmente importante para as crianças pequenas.

No hospital, os exames são aplicados principalmente para o estadiamento do tumor, ou seja, para a análise médica da fase de desenvolvimento, extensão e gravidade do câncer.

“Essas tecnologias permitem fazer exame de imagem do crânio em nove minutos e, do corpo inteiro em cerca de trinta minutos, com alta sensibilidade para mostrar alterações na cabeça, perna, fígado e músculos e sem causar irradiação ao paciente”, detalha Dr. Henrique Lederman, médico responsável pelo Centro de Diagnósticos por Imagem.


Compartilhe:

Lei Geral de Proteção de Dados

Saiba o que o GRAACC já está fazendo em relação à LGPD

HOSPITAL DO GRAACC ULTRAPASSA A MARCA DE 800 TRANSPLANTES DE MEDULA ÓSSEA REALIZADOS

Um marco em nossa história! Em março, o Hospital do GRAACC ultrapassou a marca de...