O diagnóstico precoce aumenta as chances de cura! Embora seja raro entre crianças e adolescentes, o câncer é a principal causa de morte por doença na população de 0 a 18 anos, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA).

Diferente dos cânceres de adultos, os tumores infantis não são causados por fatores externos. Na criança e no adolescente, a doença possui tem um desenvolvimento específico. As células sofrem uma mutação no material genético e permanecem com as características semelhantes da célula embrionária, multiplicando-se de forma rápida e desordenada. A proliferação do câncer é mais rápida em crianças e adolescentes, mas a boa notícia é que a doença também  responde melhor à quimioterapia.

Por seu um centro médico especializado em oncologia pediátrica, o Hospital do GRAACC possui experiência e os recursos mais avançados para realizar o diagnóstico, o tratamento, o pós tratamento e também está preparado para lidar com as possíveis complicações decorrentes da doença.

O Centro de Diagnóstico por Imagem está estruturado e preparado para diagnosticar com rapidez e precisão o câncer infantojuvenil e a equipe de especialistas do hospital é qualificada e com reconhecimento internacional para tratar todos os tipos de tumores.

No GRAACC, a taxa média de cura chega a 70%, índice semelhante aos de grandes centros médicos nos EUA e Europa.

Para aumentar as chances de cura, é fundamental o diagnóstico precoce.

Conheça os principais sinais e sintomas da doença:

 

 

Muitos dos sintomas apresentados neste vídeo são semelhantes aos de várias doenças infantis comuns, mas se eles não desaparecerem em um prazo de 7 a 10 dias é preciso voltar ao médico e insistir para obter um diagnóstico mais detalhado com exames laboratoriais ou radiológicos.

Se preferir, pode agendar uma consulta no Hospital do GRAACC.

Para contribuir com a divulgação de conhecimento sobre a doença acabamos de lançar a cartilha ‘E se for câncer infantil? Os sinais da doença e as chances de cura’.

A publicação pretende contribuir com informações relevantes para identificar possíveis sintomas da doença, que já é a que mais acomete crianças e adolescentes em nosso País, mas que tem altas chances de cura, desde que tratada em hospitais especializados em oncologia pediátrica, como o do GRAACC, e diagnosticada precocemente.

Esperamos que aproveite o conteúdo e que seja útil para que mais crianças tenham acesso a um diagnóstico rápido e mais preciso.

Clique na imagem abaixo e baixe o conteúdo.